quarta-feira, dezembro 29, 2004

Inferno no Paraíso

Todas as imagens que vemos na televisão sobre o terramoto/tsunami na Asia são horríveis.
Coitadas daquelas pessoas...
É surpreendente a força das àguas invasoras que levavam tudo à frente.
Tudo isto deixa-me triste e ao mesmo tempo inseguro.


terça-feira, dezembro 28, 2004

Orquídeas

As minhas orquídeas estavam em flor mas a minha mãe tratou de colhê-las e colocou-as numa jarra.
Eu não gosto de colher flores. Acho que devem ficar sempre na planta de origem.
Mas não podia dizer que não à minha mãe.
E lá ficaram numa jarrita perto dos adorados santos da minha mãe.
enfim...


Orquídea Cybidium

segunda-feira, dezembro 27, 2004

À espreita!

Os trevos-de-4-folhas da minha mãe espreitavam à janela entre os pratos de cearinhas...
Será que esperavam por mim?

Hometown



Vila Nova de Milfontes
25 de Dezembro de 2004

domingo, dezembro 26, 2004

Terramotos

Depois da nossa pequena amostra - que eu não senti - fala-se novamente de terramotos com a terrível desgraça que aconteceu na India, Maldivas e países circundantes.
Os relatos dos portugueses sobreviventes são impressionantes e parecem cenas de filmes hollywoodescos!
São uma expressão me ocorre: Nature fights back!...

Despojos de um Natal em família

Sobrevivi!
Como vos disse o 24 foi muito simples e sem menções natalícias. Jantei em casa com o meu amigo João. Deitei-me cedo. Quando o meu companheiro chegou do jantar com os pais perto das dez e meia, já eu dormia. Estava cansado e tinhamos que acordar cedo no outro dia!
E assim foi. Às seis da manhã de Sábado estavamos acordados e às oito o João estava a tocar à campainha. Os meus pais esperavam-nos para pequeno-almoçar...
Não encontrámos mais de 20 carros nos duzentos e tal kilometros que percorremos. Foi uma viagem calma ao som de um CD em homenagem ao Carlos Paredes que ofereci ao João.
Todas as comemorações natalícias em casa dos meus pais correram muito bem. Há muitos anos que não tinha tido um Natal tão calmo, tão bom. O meu pai esqueceu um bocadinho o preconceito e tratou o meu companheiro como uma pessoa normal. Fizémos as refeições todos juntos, como uma família. Espero que não tenha sido só um esforço natalício. Todos ficamos a ganhar. Todos ficámos surpreendidos.
Comemos, comemos e comemos... a minha mãe tinha sempre a mesa posta. Ora eram as refeições ora eram os doces... A lareira esteve sempre acesa - que consolo! - e o calor humano também foi grande!
O meu amigo João também deve ter gostado. Tanto dos petiscos da minha mãe como de passar um Natal mais familiar.
Foi engraçado.
De volta a Lisboa, a vida must go on e toda esta azáfama teve só algum significado porque, segundo parece, o meu pai deu um passo em frente. Vamos ver se não recua... Tenho as minhas dúvidas mas também tenho alguma Esperança!

sexta-feira, dezembro 24, 2004

Onde é que está o Natal?

Andava eu a cirandar por blogues desconhecidos quando fico parado a olhar para esta foto.



Acho que era o que eu estava a precisar para esquecer os pequenos nadas que me preocupam nesta altura e pelos quais fico stressado...
Onde é que está o Natal?
Depois de olharmos para esta foto o mundo parece-nos mais simples. Desaparece tudo.
Os autocarros que se atrasam, as filas para comprar um bolo Rei de qualidade, a senhora dos embrulhos que foi antipática, os empregados preguiçosos, a inveja de alguns, a falta de dinheiro para trivialidades...
Onde é que está o tão amado Deus?

quinta-feira, dezembro 23, 2004

Natal, Natal, Natal...

Já estou mais bem disposto com o Natal!
Já comprei tudo e este ano encurtei a minha lista!
A noite de Natal (24.12) vai ser passada aqui em casa pois vou ter a loja aberta até de tarde e não queremos rumar para o Alentejo com grandes confusões na estrada! Só vamos dia 25 de manhãsinha.
O meu companheiro vai jantar com os pais - eu não quis ir - e eu ia ficar sozinho, e sem grandes problemas, em casa, com os gatos e a cadela mas como um amigo meu também não tinha nada planeado, resolvi convidá-lo para jantar.
Uma senhora amiga vai-me oferecer um pirex de bacalhau com broa e não vou ter trabalho nenhum. É só chegar da loja, pôr o pirex no forno, jantar, conversar um bocadinho e deitar para me levantar cedo no dia seguinte.
Depois no Alentejo, onde vou com o meu companheiro e o meu amigo que vai jantar comigo, é que temos toda a tradição a cumprir, com os bolos, os fritos, a familia, a lareira, os presentes, etc etc etc...
Faço isto pela minha mãe que adora esta época. Já há 2 dias que anda atarefadíssima!

Contrato de Arrendamento II

Afinal hospede em termos jurídicos tem outro sentido e o primeiro outorgante tem que dar conhecimento prévio de visitas à casa.

Enfim. Estou pronto para assinar.
Vai ser Ano Novo, casa nova...

E a trabalheira da mudança...
:-S


quarta-feira, dezembro 22, 2004

Recordar é Viver

A séria da minha infância saiu em DVD!
Que emoção ao recordar a música, as personagens e toda a história!



terça-feira, dezembro 21, 2004

Inverno

Chegou!...



Momento de solidão

Como o Lírio branco de Van Gohg
Eu estou
Só.
Uma ave negra que paira
No vento
Tempestuoso.
Abro os olhos e
À minha volta
O silêncio
Fere como a dor.
Cuidadosamente
Ergo-me
Respiro
E recomeço
A viver.

As mães não duram pra sempre...

Os que acompanharam o meu outro blog - agora extinto - acompanharam o que aconteceu com a grande amiga da minha mãe que morreu de cancro há pouco mais de dois meses...
Quando a fui ver as últimas vezes que estivémos calmamente a conversar e eu já sabia que não iam haver muitas mais conversas apesar da "vontade" dela estive quase para dizer: "Ana, escreva umas linhas. Os seus ultimos pensamentos. Umas linhas para os seus filhos a recordarem, para a minha mãe. Diga tudo o que sempre quis dizer à sua irmã que não gosta de si. Não deixe nada por dizer... escreva tudo!". Não tive coragem de dizer nada pois era admitir que ela já não ia voltar a casa, já não ia passear com a minha mãe à beira mar, já não regressava.
A última vez que fui a casa dos meus pais, poucos dias após o funeral, encontrei a minha mãe triste, desesperada, cansada e gasta.
A minha mãe já está a ficar velha. Só nesse fim-de-semana cheguei a essa conclusão. Mais uns aninhos e chega aos 60. Sexagenária. Quantos mais anos a terei para mim?
À noite, quando todos se foram deitar e eu fiquei na sala a ver televisão, encontrei todas as cartas que escrevemos desde que eu vim para Lisboa há mais de 10 anos. Postais de aniversário, cartas minhas com desenhos de bicharada, algumas fotos... foi uma coisa que sempre gostei, de escrever e receber cartas... e a minha mãe também. No entanto não guardo as cartas dela.
Quando vinha de regresso a Lisboa lembrei-me que gostava de ter uma lembrança escrita da minha mãe. Os seus pensamentos, as suas palavras, os seus desenhos de flores, as histórias da sua infância que ela gosta de escrever, qualquer coisa...
Quando há dias fui à baixa comprei um livro em branco, com capa em cabedal bordeaux e a lombada dourada. Esse pode ser o seu diário.
Um livro em branco para ser escrito pela minha mãe e para ficar comigo para quando ela me faltar.
Esta vai ser uma das suas prendas de Natal.
Uma prenda para ela e para mim...

domingo, dezembro 19, 2004

Prendas...

Não há coisa mais triste do que perder tempo precioso a vaguear por um centro comercial à procura de alguma idéia para prendas que temos que dar porque é Natal?

Como dizia o outro...
... Merry Christmas my ass...

Contrato de Arrendamento

O contrato de arrendamento que vou fazer para alugar um apartamento tem dois parágrafos muito engraçados:
8ª O PRIMEIRO OUTORGANTE poderá fazer quaisquer obras em beneficiação do local arrendado, ter acesso ou vistoriar o mesmo sem necessidade de autorização do SEGUNDO OUTORGANTE.
9ª O SEGUNDO OUTORGANTE não poderá ter hóspedes no arrendado, salvo autorização expressa do PRIMEIRO OUTORGANTE.
Pergunto-me se isto é um contrato de arrendamento ou se o dono do apartamento não quererá comandar a minha vida particular?
Será que ele não percebe que só é dono do apartamento?
We need to talk...

The butterfly effect

Um filme para um fim de tarde chuvoso!

"Diz-se que algo tão insignificante como o bater de asas de uma borboleta, pode iniciar um tufão num outro lugar do mundo".
Teoria do Caos

Depois de um almoço caro demais no Palácio Sotto Mayor que eu não conhecia e o meu companheiro me levou a conhecer (Assunto para outro post), e de andar uma hora a vaguear pelas Amoreiras onde eu não ia há 3 ou 4 anos a procurar inspiração para dois ou três presentes que temos que comprar, voltei para casa somente com um DVD alugado no Blockbuster e deitei-me a ver o filme.

Que agradável surpresa!
Uma história muito interessante. Muito bem contada. Surpreendente.
Se, como eu, não tiveram oportunidade de ver no cinema, vejam em DVD.


Os degraus de Laura

Hoje de manhã levantei-me cedo como gosto de fazer e, no silêncio, enquanto todos dormem e depois de ter tratado dos gatos, liguei a televisão e estava a começar, em repetição, uma entrevista com alguém que gosto.
Fiquei ali, aninhado no sofá, a suportar a voz irritante de betinho ou tio de Cascais do entrevistador, porque a entrevistada tinha muito para contar, para partilhar.
Adorei a entrevista e gostei de compreender algumas coisas.
Já acompanho, desde sempre - acho eu - a carreira dela e sinto a falta de trabalhos e de novidades.
Comigo funciona assim. Se gosto de um cantor ou actor, "alimento-me" avidamente da sua arte e sigo - silenciosamente - as suas passadas esperando sempre mais e mais... Chega a um ponto em que acho que é da responsabilidade do artista continuar a trabalhar, a fazer, a inovar, a continuar a dar-nos prazer com a beleza da sua arte. Acho que é para isso que eles vivem. Chamemos-lhe um mutualismo artístico. Eles vivem das nossas "palmas" e nós vivemos da sua expressão artística.
Por isso entristece-me quando fico muito tempo sem ouvir nada de alguém que gosto.
Mais me entristece quando qualquer "loura burra" ou pimbalhão grava um disco e há tanta gente com talento e bom gosto que não consegue trabalhar porque não é arte que manda, mas sim o dinheiro, os lucros, as audiências...
Só me resta dizer que eu também não desisto. Que continuo à espera!
;-)
Entretanto vou subindo, step by step, os degraus de Laura...


Lemony Snicket's A Series of Unfortunate Events

Um filme para todas as idades com uns cenários e efeitos visuais muito bonitos, muito bem cuidados, muito bem feitos.
É o que eu chamo ARTE.
A história é engraça e, apesar de não achar muita piada - nunca achei - ao Jim Carrey, este filme tem muitas coisas que me apaixonam: O estilo gótico presente nos cenários, etc. Os répteis, lindos... a parte da sala dos répteis está muito bonita. E a Meryl Streep. Adoro-a. Não há mais nada a dizer. O papel dela está fantástico!
Por isso... vão ver. Levem crianças! Divirtam-se!

quarta-feira, dezembro 15, 2004

Gatos = Mudanças

Estava há dias a pensar que, desde que vim para Lisboa, de cada vez que tenho uma mudança de casa ou de alguma coisa na minha vida, coincide com o aparecimento de um gato cá em casa. Ora vejamos:

CHICCO - Quando deixei a casa dos meus pais e vim para Lisboa.
FREDDY - Quando deixei a casa da Lapa e comprámos este apartamento em Benfica.
FARRUSKA - Quando deixei o banco onde trabalhava há 13 anos e comecei a trabalhar com animais.
E agora que vendemos este apartamento e vou mudar de casa outra vez, aparece-nos este safado do FAUSTO!

Tem uma cara de puto reguila!!!!

Os olhos ficam vermelhos nas fotos porque ele tem uns olhos azuis muito claros!
É este o meu "filho" mais novo!...

Natais nos Hospitais

Ontem quando cheguei a casa estava a dar na TVI a versão deles do "famoso" programa NATAL DOS HOSPITAIS. Digo "faoso" porque na RTP é já quase uma instituição, como o é também o Festival da Canção, etc...
No entanto, tal como o festival, os participantes no Natal Dos Hospitais é de tão má qualidade que até dá pena... Serão estes programas um espelho da nossa sociedade?
Será que aquele tipo de programas com uns convidados tão pirosos e apimbalhados dá audiências? Quem é que vê e gosta daquilo???
Temo pela cultura das pessoas deste país...

segunda-feira, dezembro 13, 2004

I know what you did this morning

Esta manhã ia eu cheio de frio a arrastar a minha cadela pela rua em direcção à minha loja quando sai o B. da porta do prédio mesmo à minha frente!
Que coincidência e eu costumo ir tantas vezes ao mini-mercado ao lado e nunca o tinha encontrado!
:-)
Não disse nada porque:
1. Sou um bicho do mato;
2. Ele estava com ar de quem tinha sido obrigado a saltar da cama há 5 minutos e que se estava borrifando para conhecer alguém da blogaysfera!
Mas achei engraçado!


domingo, dezembro 12, 2004

National Treasure

Este tesouro é um bocado enfadonho!!!
Alguns cenários engraçados e algumas idéias interessantes mas pouco mais.
Deixem para ver em DVD quando não tiverem nada mais interessante pra fazer.

E depois ainda tem o Nicholas Cage que eu detesto!
Bah!



Olhó Passarinho!

Agora é que este blog vai ter muitas imagens originais...


Nikon coolpix 4200

O Regresso do Rei

Comprei hoje a terceira caixa de DVD's da trilogia de Lord of the Rings - O Regresso do Rei.
Este conjunto coleccionável tem uma caixa secreta que representa a miniatura de Minas Tirith.
Este conjunto de DVD's tem 48 minutos de cenas novas bem como muitos extras - Lindo!




sexta-feira, dezembro 10, 2004

Ida à Baixa

Já há algumas semanas que não ia à Baixa. Ontem decidi tirar umas horas para fazer umas compras e "arejar". Como tinha que ir à Fnac Chiado buscar um livro que tinha lá reservado, dei uma volta pela Baixa e fiz algumas compras. Almocei com calma num restaurante da baixa e diverti-me a observar quem passava.
Há que tempos que eu não andava de metro. Até me parece impossivel os 6 anos em que andei diáriamente no metro!
Entretanto vê-se muita gente gira! Uma viagem é uma coisa quase orgásmica!
Os jovens estão com boa cara... ou serei eu que estou fechado demais aqui no bairro e vejo sempre as mesmas pessoas!
Ai o que eu gostei das minhas viagens de metro...

Mudanças II

Hoje encontrámos uma casa que conrresponde mesmo ao que nós queriamos...
Na mesma zona mas toda recuperada com bastantes detalhes ao nosso gosto.
Esperemos que tudo corra bem.

domingo, dezembro 05, 2004

Cartões de Natal

Não sei se gostam de enviar postais de Natal. Eu gosto muito. Foi um hábito que sempre tive de, mesmo aos mais ausentes, demonstrar que não estão esquecidos nesta época em que supostamente nos deveriamos lembrar de quem gostamos.

Todos os anos envio dezenas de postais e não aderi, de forma alguma, à preguiça de enviar um postal animado via internet. Além de ficarmos com a caixa de correio atulhada de lixo, perde-se o momento de recebermos o cartão na caixa do correio... Por mais que digam, não é a mesma coisa!!!

Hoje foi o dia em que escrevi os postais ... estive na cama com a minha gata a tarde toda, ouviamos o DVD do Robbie Williams no Albert Hall, depois vimos o DVD "Love Actually" e fomos escrevendo cartões...

Porque é que gosto de fazer isto?
Não sei explicar. Simplesmente gosto.
É uma das minhas coisas favoritas no Natal, enviar e receber postais de Boas Festas!

Para todos os que por aqui passam e de quem eu não tenho a morada:



Espirito Natalício...

O filme perfeito para uma tarde de Domingo e para acordar o meu Espirito Natalício adormecido...



Ler e Reler...

O que é que faz as pessoas lerem um livro e o voltarem a ler mais vezes?
Confesso que nunca fui uma pessoa de reler livros.
Por vezes acontece com alguns livros que li em português e depois volto a lê-los em inglês ou francês, na lingua iriginal, mas normalmente isso acontece com livros para crianças...
A minha mãe lê e relê o romance "Jane Eyre" de Charlotte Brontë desde que me lembro. Há pessoas que voltam a ler um livro porque gostaram muito... Eu não consigo porque a "magia" do desconhecido da página seguinte já não existe...
Há muito tempo que venho para reler o "Salto Mortal" de Marion Zimmer Bradley mas nunca lhe voltei a pegar porque já sei o lá está escrito...
Que "magia" é que eu não encontro na re-leitura...?


Reading Dragon

A frase ...

Aquela de me confundirem com um acérrimo apoiante do Futebol Clube do Porto por causa dos Dragões ainda me anda aqui a incomodar...

Acreditem que já me chamaram muita coisa, agora esta de me ligarem a futebol, que abomino, deixou-me ofendido!... lol

Entretanto passo só a explicar que costumo utilizar esta frase "Daqui pra frente só há Dragões" quando quero dizer "a partir de agora já não está nas minhas mãos, seja o que deus quiser" ou "daqui pra frente, tudo pode acontecer...", uma coisa deste tipo. Como não acredito em deus gosto mais desta frase, não sei onde é que ouvi isto, com Dragões...

Foi só para explicar!

E aqui fica mais um Dragão que não me importava de ter na minha colecção...


The Incredibles

Eu nem estava muito virado para ir ao cinema depois de um dia de muito trabalho na loja. No entanto lá fomos porque o meu companheiro pensa que o filme ALEXANDER vai ser uma histórica homoerótica - a desilusão que vai ter!...

Entretanto estava esgotado - que pena - e fomos ver os INCREDIBLES.

Primeiro deixem-me explicar que nós aqui em casa adoramos filmes de animação. E este está mesmo incrível! Muito bem feito. A animação computorizada está fantástica. As cenas com àgua, na floresta estão espectacularmente bem conseguidas.
A história está muito original, muito engraçada. - Adorámos!

Vão ver!

Comentário futebolistico!

Tive este comentário no meu blog:
"IceSpirity said...
eheheh o teu F.C.P acaba de perder no dragon 0-1com o Beira Mar .. so falta msm o pintinho ir pra tras das grandes juntinho do Val e Asevedo.. ja agora quando o Bingo da costa for pro cuzo q de uma passada na Luz e q leve o LFV saudaçoes de um SLB"...

Fiquei indignado!
Então uma pessoa não pode gostar de dragões (os seres mitológicos) para já estarem a confundir tudo com futebol??? Mas esta gente vive de/para o futebol!!!

Eu detesto futebol!

Dragões!!! Dragões!!!
O meu FCP!!! Quero cá saber de futebol e do Pinto da Costa e os seus seguidores...



Dragões "verdadeiros"!!!!

sexta-feira, dezembro 03, 2004

Mudanças...

Vendemos a nossa casa.
Já estava para venda há 6 meses e finalmente fizémos o contrato de promessa de compra e venda.
Agora estamos "sem casa"... De momento queremos alugar uma aqui pela zona. De maneira que eu continue a ir para a loja a pé.

E as mudanças que se avizinham são tão chatas e tão cansativas!...
Mais sobre este assunto em breve!

Diário

Não tenho passado por aqui porque tenho andado adoentado, com dores de garganta e gripe, etc...
Chego a casa, janto e tenho-me deitado cedo.
Já estou quase a terminar o livro "Artur e os Minimeus"... que está a ser engraçado. Um livro para crianças grandes.

Apetecia-me hibernar. Nem que fosse só por uns dias!!
Não pensar em nada e descansar...

Os dias frios fazem o acto de acordar e levantar um tormento.
Quando é que temos casas preparadas para o frio?
Acordar e nem pensar se está frio ou não e andar sempre em boxers e t-shirt pela casa todo o ano...
E eu, que estou sempre quente - É verdade, por exemplo é muito raro ter as mãos frias. - sou muito procurado pelos meus gatos e cadela para dormirem enroscados a mim. Mas os meus gatos pesam mais de 8 Kg, tanto como a cadela. É muito incómodo acordar preso por uns pesos enormes sem me conseguir quase mexer...

Enfim... É o meu dia-a-dia... os meus fait-divers...

Lets be Frank

E não é que os rapazes até se portam bem com estes clássicos...?!
Peço desculpa, mas é a música que eu gosto de ouvir na quadra natalícia!!!




segunda-feira, novembro 29, 2004

Talvez...

Parece que as coisas se estão organizar no novo emprego do meu companheiro.
Há que pôr alguma ordem naquilo e talvez uma pessoa metódica como ele seja o que faz falta naquela casa ... pode ser que desta vez as coisas corram melhor para ele.
Talvez... digo eu...

quinta-feira, novembro 25, 2004

Laranjas

Nesta altura do ano apetecem-me sempre laranjas.
O mini-mercado em frente à minha loja tem umas mesmo saborosas!
Todos os dias me sento na soleira da porta da loja a descascar uma laranja e a come-la.
As pessoas passam e olham... lol
Os lisboetas adoram olhar e criticar... mas eu não sou lisboeta e no alentejo também gosto de me sentar e saborear uma boa laranja!!!

quarta-feira, novembro 24, 2004

Drugs

Sofro deste criança de arritmias bastante fortes e ataques de ansiedade. Só há cerca de um ano soube que se chamavam assim.
Há duas semanas que deixei de tomar uns medicamentos porque se acabaram...
Pensei que, apesar do médico me ter dito que era para tomar, talvez o resto da vida, não ia haver reacção...
Pelos vistos houve e não me tenho sentido a 100% (se é que alguma vez me senti).
Ontem telefonei-lhe e ele passou aqui por casa para me passar uma receita ...
Disse-lhe que tenho andado muito ansioso e com começos de arritmias e que devia ser por há 2 semanas eu não tomar os medicamentos.
Ele perguntou-me se eu queria ganhar a lotaria sem comprar o bilhete.
lol
E pronto, rendo-me às evidências. Estas drogas são mesmo para o resto da vida.
É aprender - e tentar viver o máximo de tempo - com elas ...

Ninho de Vespas

O meu companheiro finalmente tem um novo emprego.
No entanto aquela empresa parece um ninho de vespas...
Um stress completo. Um ambiente de cortar à faca. Gente muito mal paga e a trabalhar muitas horas extra e os patrões não sabem o que são horas extraordinárias...
Mas o que lhe custa mais, agora de início, é o mau ambiente entre colegas. Porque é que não somos mais animais? Acho que há muitas coisas que se resolviam com uma boa briga ou sessão de dentadas...
Sempre detestei jogos psicológicos...
E tudo isto já ele viu em 2 dias de trabalho.
Que emprego promissor...

domingo, novembro 21, 2004

O toque do Diabo.Anjo

Foi esta a imagem (que adorei) que o Diabo.Anjo usou para me desejar um Welcome back nas lides dos Blogs!
Ficámos enternecidos com tamanha consideração.
Não sabia que a minha curta ausência tinha deixado saudades.
Thank You!
A partir de agora escrevo também para ti.


The house of the spirits revisited

Ontem estava cansado e quase adormeci no sofá às nove da noite, deitado com a cadela. O meu companheiro mandou-me para a cama e disse que havia um DVD que queria rever há algum tempo.
Eu deitei-me pra dormir mas acabei por ver o filme todo.
"The House of the spirits".
Dei por mim a pensar: "Será este o filme da minha vida?"
Acompanhei al filmagens, conheci alguns dos actores principais, nasci e vivi no local onde a maior parte das filmagens foram feitas. Assisti a visão das provas pela equipa técnica e de actores. Li o livro. Adoro aquela história. O elenco é estupendo, os figurantes são conhecidos...
Foi uma pena terem destruído as "Três Marias"...
Estava cansado mas gostei de rever o filme.
Foi quê...há 12 anos?


Não conhecia esta capa de DVD... mas conheci este elenco!

Fausto

Há três dias que o Fausto veio viver connosco.
Fomos buscar uns animais a um importador e... foi uma paixão.
Tem a cor de um Siamês, chamam-lhe "Colourpoint" mas tem o pêlo comprido.
Tem uma cara muito simpática, adora ronrronar e dar marradinhas... estamos completamente conquistados.
Até a cadela o adoptou desde o início.
É a familia a crescer...
Assim que tiver fotos coloco aqui...

Dragão do Frio

Os últimos dias têm sido muito frios.
Não é que eu não goste do frio. Prefiro-o ao calor.
Mas por vezes sinto-me gelar...


terça-feira, novembro 16, 2004

domingo, novembro 14, 2004

Renascer das Cinzas

Pois é!
Tive saudades!

Há uma semana que apaguei o meu blog por falta de interesse, por stress, por estar chateado e pouco motivado.
Entretanto descansei...
Deve ter mudado a configuração astral por cima de mim e tive saudades do meu cantinho da Blogayesfera onde anotava alguns (para mim muito importantes) pensamentos...

Decidi voltar!
Mas voltei com outro nome, com outro espaço e com mais esperiência!
Há alguns erros que não vou cometer outra vez... outros irei repetir.

Só prometo uma coisa...
... daqui prá frente só há dragões!

Sejam bem vindos!