terça-feira, dezembro 21, 2004

Momento de solidão

Como o Lírio branco de Van Gohg
Eu estou
Só.
Uma ave negra que paira
No vento
Tempestuoso.
Abro os olhos e
À minha volta
O silêncio
Fere como a dor.
Cuidadosamente
Ergo-me
Respiro
E recomeço
A viver.

2 comentários:

lena disse...

eu amo o silêncio :)

Draco disse...

Há silêncios e silêncios...
O silêncio que nos transmite Paz é fantástico.
:-)