sexta-feira, agosto 12, 2005

O casamento do meu irmão - Parte 2

Já aqui falei do casamento do meu irmão e do meu pouco interesse no casamento, pelo evento em si, etc etc etc...
Entretanto mais problemas e discussões entre ele e os meus pais têm ocorrido praticamente todos os fins de semana que eles têm ido a casa dos meus pais!
Eu tenho-me mantido o mais afastado possível desta "guerra" e as únicas críticas que tenho obtido são de não me interessar pelo meu irmão, blá blá blá... O costume.
Entretanto ontem o meu irmão foi almoçar com o meu companheiro e falaram sobre isso, uma versão totalmente diferente da da minha mãe.
As minhas suspeitas, daí a eu já não me querer envolver muito, parece que são verdadeiras. O problema todo dos meus pais, de não quererem que o casamento fosse na vila deles, de não fazerem questão de convidar a família que é enorme, etc resume-se ao facto do meu irmão ter dito que queria que eu levasse o meu companheiro.
Apesar de 80% das pessoas da vila já conhecerem o meu companheiro ou já terem falado sobre ele, bem ou mal, esse facto é o que não está a deixar os meus pais descansados e vai acabar por estragar todo o evento que deveria ser do meu irmão e não andar à volta da minha pessoa.
Então eu decidi acabar com a fantochada toda e o meu companheiro NÃO vai ao casamento. Isto para evitar mais situações estranhas, discussões e nervosismos!
Se nós não ligamos nada ao casamento, porquê sermos nós a causa disto tudo?
Façam lá o casamento e que sejam muito felizes!
O que eu quero da gente da minha terra, família ou não, é afastamento! Por isso, pra quê andar a forçar as coisas?

2 comentários:

naCasca disse...

Haja alguem que nos entenda, só queremos estar lá, quietinhos no nosso cantinho, sem ninguem nos chatear.. até pq nós tb ñ andamos a chatear ninguem.. bahh!! LIVE ME ALONE (qq coisa assim do género, ñ? ;) haja alguem que nos compreenda, nós, no nosso cantinho, "sugaditos" sem incomodar ninguem. ;)

malmequer disse...

Devias respeitar o desejo do teu irmão. Afinal, o casamento é dele. Que se lixem as opiniões e embaraços dos outros.