sábado, agosto 06, 2005

The Wedding Date

Ontem à noite fomos ver o "Homem ideal" (titulo português).
Depois de um jantar de gelados, foi bom ver esta comédia também fresca!
É a mistura da parte hetero do Will & Grace com "4 Casamentos e 1 Funeral"!
É divertido mas a actriz está muito agarrada à personagem de Grace.
As personagens masculinas são, agradavelmente, as mais interessantes. Tanto o pai, como o noivo, como o 'escort' são muito interessantes como personagens e como homens!

2 comentários:

luciano disse...

Não fui ver o filme, mas assistir à essas comédias romanticas que adoçam a vida é uma delicia. São como colirios para a realidade. Encontramos nelas os homens e amigos que queriamos para nós.
E não seria bom se as nossas vidas fossem com nos filmes?
Ou como nas comédias romanticas?, em que um único bilhete insinuante pode ser a fonte e interesse por uma semana inteira, onde o que desvalorizamos na vida real, especialmente em termos de relação, seja supervalorizado e apreciado e discutido por horas de uma tarde preguicenta. Antes que comecem a dizer Fofoqueiro!, quem não adorou filmes Como O Casamento do meu Melhor Amigo?
Infelizmente são poucas as Comédias (romanticas) que se dignam de nota. Acho que aqueles gajos de los angeles deveriam se voltar para os livros de Sidney Sheldon. Uma superprodução de O Amanhã Nunca Morre, com a excelente personagem Tracy Wthiney, faria um verdadeiro estrago nas bilheterias.
Aliás, gostaria de fazer aqui uma indicação para o Livro do mês: MIDDLESEX, de Jeffrey Euginedes. Que conta a história de Caliope Estephanides, nascida menina, criada como menina até depois da puberdade, e depois como homem: Cal. O livro é escrito com humor e possue uma narrativa poderosa, o autor foi galardoado com o Pulitzer por esse livro; é também o autor de outro grande sucesso: As Virgens Suicidas...
Bem, basta.

Draco disse...

Sim, concordo contigo. Assistir a este tipo de filmes pode tornar-se revigorante!
Se gostaste de "O casamento do meu melhor amigo", vais com certeza gostar deste.
Não tem a Julia Roberts nem o Rupert Everet, mas tem outros actores também interessantes.
E a história é divertida, leve, passada em Inglaterra!
Um bálsamo necessário contra as tristezas e amarguras do dia-a-dia!