sábado, junho 10, 2006

Crónicas de Amsterdão - As Liberdades

É uma cidade onde a liberdade é mais flexível. Digamos que, na minha opinião, é um pouco demais. Não seria assim se as pessoas fossem responsáveis.
A legalização da Canabis, que se pode comprar facilmente num bar, na rua, ou se quisermos fazer a nossa própria cultura, até no mercado das flores. Vê-se também muita publicidade a "magic mushrooms", que deve ser cogumelo alucinogénicos. E como a droga, vê-se a bebida, o Jogo, até o aeroporto tem um mini-casino e, a muito famosa, prostituição.
Não quero parecer conservador, mas incomodou-me um bocado. Talvez por eu ser um rapaz do campo, não sei. Só sei que não gostei de todas essas liberdades. Acaba por ser uma fonte de turismo, de gente que vai lá mesmo para poder gozar dessa abertura.
Acaba por ser um bocado triste. Gente ganzada e bêbeda pelas ruas dos bairros mais libertinos. Sem falar na zona da luz vermelha onde é mesmo uma tristeza ver aquelas mulheres exibidas como produtos de consumo, nas montras.
Enfim... temos o mundo que merecemos.

Sem comentários: