segunda-feira, julho 17, 2006

Nada

"- Mestre, apercebi-me a noite passada de que nem tu nem as centenas de pergaminhos élficos que li fizeram referência à vossa religião. Em que crêem os Elfos?
Um longo suspiro foi a primeira resposta de Oromis. Depois, declarou:
- Cremos que o mundo funciona de acordo com determinadas regras invioláveis e que, mediante um esforço persistente, podemos descobrir quais são essas regras e utiliza-las para prevermos acontecimentos quando as circunstâncias se repetem.
Eragon pestanejou. A resposta de Oromis não lhe dizia o que ele queria saber.
- Mas a quem, ou a quê, é que vocês prestam culto?
- A nada.
- Prestam culto ao conceito do nada?
- Não Eragon. Não prestamos sequer culto nenhum."

Eldest, pág. 641 da edição portuguesa.

4 comentários:

fastminds disse...

Agora fiquei com vontade (outra vez) de ler os livros. Tenho andado sempre a adiar...

Draco disse...

E uma boa leitura.
Se tiveres de férias, por exemplo, aproveita!
:-)

fastminds disse...

Sim, já estou de férias. Este ano foi calmo, para mim.

Agora tenho de acabar o DIAS EXEMPLARES, do Micheal Cunningham e também o A LINHA DA BELEZA. Depois, sim, vou ao Eragon e afins :D

somemarbles disse...

Na minha mente, cabe a não existência de um ou mais deuses.
Na minha mente, cabe a ideia de um mundo sem adorações a seres ou entes.
As religiões são a mãe de todos os males.
Será que não compreendem que a vida, só a devemos à Natureza?