quarta-feira, maio 30, 2007

Aventuras Gastronómicas

Ontem resolvemos ir jantar fora para celebrar o nosso 13º aniversário.
O meu companheiro gosta muito do restaurante O TIBETANO e foi aí que fomos. Já há tanto tempo que ele não lá ia que até eu é que tive a idéia de irmos lá jantar.
Entradas: Tostas de Alho (Pão de sementes com manteiga de Alho)
Sopa Branca (sopa de nabo) para o meu companheiro e Triangulos de queijo à Grega com salada (queijo derretido embrulhado em massa folhada com salada de alface e tomate).
Gostei destes triangulos de queijo.
Bebemos sumo de Laranja e Cenoura.
Prato principal: Fallafel no formo com vegetais. Para além do nome pomposo, não acredito que alguém coma este prato com prazer. Falta ali qualquer coisa. Os vegetais simples, cozidos em água, o arroz também... Falta sabor. Uma desgraça.
Sobremesa: Tarte de Maçã com Canela e gelado (o favorito de sempre do meu companheiro) e Mousse de Chocolate Belga para mim. A sobremesa estava delíciosa. Compensou a desilusão do prato...
E foi assim o nosso jantar muito In, muito à moda, muito vegetariano.
Definitivamente eu não nasci para estas coisas.
Depois de tudo aquilo, ainda mencionei com o meu companheiro a desilusão do jantar e ele ainda teve a coragem de me dizer que a segunda hipotese era um restaurante onde só servem pratos confeccionados com porco preto. Porque é que eu me lembrei do TIBETANO!!!

terça-feira, maio 29, 2007

13 anos

Ontem fui mais uma vez recordado... mas que vergonha... que hoje fazia 13 anos de 'casado'.
As coisas repetem-se... Será um ciclo anual?
Lendo o meu blog de Maio / Junho 2006, também andava a blogar pouco e esqueci-me, desta vez com mais dias, também do nosso aniversário...
Mas pronto. Aqui fica mencionado. HOJE, comemoramos o nosso 13º aniversário.
E estamos muito bem.
Beijos para ti (ele não lê o meu blog, mas pronto...)

Blogando pouco...

Tenho andado afastado daqui por falta de tempo e por andar divertido por uma ramagem da minha vida...
Eu tenho coisas por dizer, queria escrever sobre o desaparecimento de Maddie, sobre a Feira do Livro, sobre o meu sobrinho que está enorme e lindo e sobre muitas outras coisas. Depois o tempo vai passando e parece que escrever sobre coisas que passaram não faz sentido.
Vou tentar ser mais actualizado e continuar a passar por aqui mas com mais frequência.

quarta-feira, maio 16, 2007

3 dias de volta ao passado

Estivémos três dias na casa dos meus pais. Fomos no Domingo e voltámos na Terça-Feira. Um pouco mais do que o costume, um fim-de-semana de um dia.
Estas viagens a casa dos meus pais são sempre muito penosas porque é uma constatação de que tudo o que eu gostava da terrinha e da casa dos meus pais já não existe, ou melhor, está diferente.
As pessoas estão mais velhas, algumas morreram, as casas evoluíram ou degradaram-se. É muito triste.
Restam as memórias...

terça-feira, maio 08, 2007

SEMPRE - Lena d'Água



De regresso aos discos, num registo diferente, mais intimista...
... a voz de SEMPRE.

(Clique na foto para ver mais)

segunda-feira, maio 07, 2007

É triste...

Ver que mais de metade da população madeirense não é muito inteligente...

quinta-feira, maio 03, 2007

Brothers and Sisters

Adoro esta série que passa todas as Sextas-feiras no canal 2.
Um naipe de actores fantástico e uma linha narrativa muito interessante com personagens muito bem construídas. Tem duas personagens femininas interpretadas por duas actrizes fantasticas e que admiro há muito, a Sally Field (na série a matriarca) e a Patricia Wetting (a amante).
A história é sobre uma família e todas as mudanças que ocorrem após a morte do pai.
Tem um personagem gay com um papel muito bem escrito.
Gosto muito.

quarta-feira, maio 02, 2007

Sing Along - Paradise (Not For Me)

Uma das minhas favoritas...



I can’t remember
When I was young
I can't explain
If it was wrong
My life goes on
But not the same
Into your eyes
My face remains

I’ve been so high
I’ve been so down
Up to the skies
Down to the ground

I was so blind I could not see
Your paradise is not for me

Autour de moi
Je ne vois pas
Qui sont les anges
Surement pas moi

Encore une fois
Je suis cassee
Encore une fois
Je n’y crois pas

I’ve been so high
I’ve been so down
Up to the sky
Down to the ground

There is a light
Above my head
Into your eyes
My face remains

I’ve been so high
I’ve been so down
Up to the skies
Down to the ground

I can’t remember
When I was young
Into your eyes
My face remains

Into your eyes
My face remains

I’ve been so high
I’ve been so down
Up to the skies
Down to the ground

I’ve been so high
I’ve been so down
Up to the skies
Down to the ground

Maio

"Não é muito segura a origem do nome deste mês. Os escritores antigos costumavam dizer que vem de Maia, mãe de Mercúrio, a que os romanos ofereciam sacríficios no primeiro dia de Maio. Antigamente as pessoas costumavam sair para o campo ao alvorecer do primeiro dia deste mês para celebrar a chegada da Primavera, e daí chamar-se "Primeiro de Maio". Em tempos podiam ver-se em todo o país meninas vestidas com muitos adornos que eram as Rainhas do Dia, e por toda a parte se erguiam maios. Em Londres, ergueu-se pela última vez um destes altos paus com fitas e flores em 1717. No calendário católico, chama-se-lhe Mês de Maria."

em Diário de Edith Holden
Editorial Blume