quinta-feira, dezembro 27, 2007

O Livro dos Segredos

Fomos ver esta nova aventura do Nicholas Cage.
Como filme de aventuras está muito bom. É educativo, divertido, movimentado e tem um bom naipe de actores onde saliento a Hellen Mirren que faz de mãe do personagem principal.
Um bom filme para ver e esquecer a realidade fora das salas de cinema, com pipocas e tudo!

Anjos e Demónios

Na mesma linha que o CÓDIGO DA VINCI, este ANJOS E DEMÓNIOS é também bastante interessante. É uma boa leitura. A história está bem escrita e com várias surpresas pelo caminho.
Foi escrito antes do CÓDIGO e já está a ser filmado para o grande écran. Acho que dará um bom filme.
Peca por ser muito parecido com o CÓDIGO pela extrutura e maneira como a história é contada.

Vómitos ou a Vingança do Natal

Este Natal muito desejado na minha casa por ser o primeiro passado com o meu sobrinho pode-se dizer que foi... digamos que diferente.
O meu sobrinho começou com vómitos e o que nos parecia uma coisa 'normal' para uma criança, culminou com várias idas ao hospital de Santiago do Cacém onde nos disseram que era um vírus que provocava vómitos e diarréia. Ainda assim ele esteve animadito e brincalhão. Não sendo suficiente, na noite de 24 adoeceu a minha cunhada e o meu pai com os mesmos sintomas. O Paulo começou a ficar 'acabrunhado' no dia 25 e voltámos nesse mesmo dia para Lisboa. À noite vomitou e o meu irmão passou também a noite a vomitar e com os restantes sintomas.
Ontem, dia 26, foi a vez da minha avó que, ao vomitar perdeu as forças e caiu na casa de banho fazendo um 'galo' na cabeça.
Resto eu, a minha mãe e o meu tio. Ainda sem sintomas.
Assim, pode-se dizer que o Natal tão desejado e planeado por estarmos todos - para o ano é a vez do meu irmão passar com os sogros - e por termos o meu sobrinho, não correu conforme o desejado o que já provocou alguns ataques de choro à minha mãe, que já nem quer ouvir falar do Natal e já arrumou todas as decorações natalícias...

terça-feira, dezembro 25, 2007

Já está!!!

E pronto - É dia de Natal! - Já passou a muito 'desejada' noite de Natal. Os presentes estão abertos. Tenho mais uma porção de coisas que não me fazem falta nenhuma.
Para a sociedade portuguesa que passou os últimos fins-de-semana enfiado nos centros comerciais, resta agora arrumar as caixas, os laçarotes e restastes adornos e voltar à vida normal, sem excessos. É engraçado como os papéis coloridos, fitas e outras coisas brilhantes passam em poucos minutos de 'magia' para um monte de lixo.
Chegou a altura de fazer as contas do que se gastou 'porque tem que ser' e de fazer planos para pagar as dívidas...
Por vezes pergunto-me se vale a pena...

domingo, dezembro 23, 2007

Eu no DN

Há uns meses foram à minha loja uns reporters do Diário de Notícias para fazer uma reportagem sobre animais exóticos. Foi no Verão e essa reportagem nunca viu a luz do dia. Hoje, estou no alentejo para passar o Natal com a família, comprei o jornal para me entretar um bocado e, qual não é o meu espanto quando, vejo uma foto minha no jornal.
O texto, que transcrevo a seguir, foi um dos que mais gostei dos que escreveram até hoje sobre mim.

Uma tartaruga passeia pela loja de animais, tentando esconder-se dentro de um terrário vazio. "É o Jaime", explica José Santos, enquanto lhe dá metade de uma maçã. O Jaime é uma tartaruga de patas vermelhas e é uma espécie de mascote da loja. Já tem 15 anos e custa 600 euros. "Mas já está muito grande, ninguém a vai comprar", conta José. Os animais são uma paixão antiga. Na infância, em Vila Nova Mil de Fontes, José Santos teve hamsters, peixes, pássaros, cães e gatos. "Cheguei a ter vinte e tal galinhas." Não era tarefa fácil. José vendia os ovos e trabalhava no Verão para poder alimentar e cuidar devidamente de toda a bicharada do quintal. Um dia, uns caçadores deram-lhe um raposa bebé. Cuidou dela durante dois anos. "Aprendi muito com esta raposa. Queria voltar a colocá-la no seu habitat mas isso não era possível porque ela se tornou demasiado mansa." Depois, José cresceu, trabalhou num banco e mudou-se para Lisboa. Mas, ao fim de 13 anos de gravata, acabou por se render ao seu maior prazer. Começou por trabalhar numa empresa de importação e criação de animais e, desde há quatro anos, é um dos dois sócios da Zoo Exótico, loja especializada em animais exóticos.

Ali, vendem-se tarântulas e cobras, camaleões e iguanas, caracóis gigantes, rãs, escorpiões, dragões barbudos, ouriços e chinchilas, entre outros. "Quem compra um réptil tem que ser uma pessoa muito minuciosa e dedicada. Os animais têm que estar em terrários com determinadas condições, de temperatura e ambiente. Isto dá muito trabalho. Ter um réptil é como ter um bonsai", explica José Santos. Além disso, os répteis são animais de contemplação, não para ter no colo ou passear no ombro. Por isso, antes de vender um animal, José trata de informar as pessoas sobre todos os cuidados e problemas que vão enfrentar. "Poucos sabem que uma iguana vai crescer e ficar com mais de um metro. Ou que têm de comprar moscas e grilos para dar os animais." E, às vezes, se desconfia que o comprador não está à altura do desafio, não lhe vende o animal. "Há animais que tenho na loja e de que só eu é que gosto, ninguém os vai comprar. E ficam aqui, eu trato deles." E nem em casa descansa. Ao fim do dia, quando deixa os animais da loja, José ainda vai tratar dos seus bichos de estimação: três cães, três gatos, peixes e rãs. "O trabalho nunca acaba", desabafa. Mas as paixões são assim mesmo.


Pode ser lido o artigo completo aqui.

quarta-feira, dezembro 19, 2007

O culto do chá

Sempre gostei de chá. O meu favorito é, sem dúvida, de Lucia Lima, que nós no Alentejo chamamos de Bela-luisa. Com folhas frescas apanhadas da árvore ou de folhas secas por nós. O meu avô era o secador de folhas de chá da família. Já vai fazer dois anos que morreu e ainda tenho folhas de chá (uma mistura da sua autoria) secas por ele.
Depois gosto do chá inglês. Especialmente as misturas de pequeno-almoço.
Há quase dois meses que substituí o leite matinal por uma chávena de chá. No Inverno, morno e reconfortante. No Verão, gelado e refrescante.
Vi há dias um blog onde também se cultiva o culto do chá. É o Noz Verde, um site comercial, mas muito bonito e com boas idéias sobre esta bebida que nos une.
A semana passada terminei o chá que tinha trazido da minha última visita a Inglaterra. Ando à procura da mesma marca que costumo comprar lá, mas ainda não encontrei. Entretanto comprei uma latinha de 'English Breakfast Tea' da AHMAD TEA. Como não reparei que não era em saquetas, tive de recorrer ao infusor-marsupilami.
Na foto podem também ver uma das minhas chávenas favoritas para tomar chá. De porcelana fina, comprada na Eurodisney.

domingo, dezembro 16, 2007

BEE MOVIE

Fomos ver ontem o filme das Abelhas. Um filme nada natalício mas que estreou nesta época e, portanto, fica ligado ao Natal deste ano. Enfim...
Gostei do filme. Está engraçado, mas não é nada de extraordinário. Não é um filme para crianças pela simples razão de que e um filme de animação. As piadas são percebidas por adultos e não tem a magia do mundo das crianças.
O Seinfeld está lá a 100%, mas também a Rennée Zellweger e Chris Rock.
A nível de animação, está muito bem feito. Muito bonito mesmo.

sábado, dezembro 08, 2007

O meu daemon*

Quem ainda não viu o filme não perceberá do que estou a falar, mas no site oficial do filme, respondendo a 20 perguntas sobre a nossa personalidade, podemos saber qual é o nosso daemon (ou génio na versão portuguesa do site).
Assim, o meu resultado ao teste diz-me que sou SUAVE, ASSERTIVO, HUMILDE, SOCIÁVEL E EXPONTÂNEO e que o daemon que melhor faz parceria comigo chama-se RIRE e é uma pequena Joaninha!!!

Se quiser saber qual a forma do seu daemon, vá ao site oficial do filme.

A Bússula Dourada



Fomos ver o filme 'The golden Compass' e gostámos muito. Está muito bonito e a história bem imaginada. Não sabia nada sobre o filme nem tinha visto o trailer por isso foi uma boa surpresa!
A Nicole Kidman está divinal.
E queria ter uma alma assim...

Vão ver. Um óptimo filme de Natal para todas as idades!

Aqui fica o trailer:

quarta-feira, dezembro 05, 2007

Deprimente...

Fui no Domingo passado ter com uma amiga ao centro comercial Colombo.
Observar as pessoas nas compras natalícias é completamente deprimente!
Onde fica a tradição nisto tudo?
Fico triste / desanimado.