sábado, dezembro 27, 2008

A Lenda de Despereaux

Fui ver ontem à noite e adorei. Está mesmo muito bonito, tanto a qualidade dos desenhos, animação, etc, como pela história.
Tantas lições a tirar deste filme...
Uma boa razão para levarem os vossos filhos, sobrinhos, netos, amigos, etc ao cinema.

Já alguém leu o livro? Eu fiquei com vontade de o ler...

Querido Frank

Há pessoas assim. Há histórias assim. Há vidas assim - apaixonantes!
Este livro é sobre a relação entre Frank Lloyd Wright, o mundialmente famoso arquitecto, e Mamah Bortwick, uma cliente.
O que poderia ser uma simples história de amor clandestino torna-se uma história fantástica de sobrevivência aos preconceitos. Não esqueçamos que estavam em 1903.
Este livro é baseado em factos e pessoas verídicas. Está muito bem escrito. A personagem principal é Mamah, uma mulher forte e muito interessante, mas podemos também acompanhar um pouco da vida de Frank Lloyd Wright, as suas criações e os seus exageros.
Sem este livro Mamah Borthwick não seria mais do que um caso de Frank Lloyd Wright. Mas foi muito mais que isso.
Uma história apaixonante.



O único ponto negativo diz respeito à edição. A tradução do nome 'Loving Frank' para 'Querido Frank' é muito má e tira algum sentido ao título original.
Também a foto da capa é enganadora pois a CASA DA CASCATA que se vê na foto nem é mencionada no livro pois só é feita vários anos após a data em que termina o livro. Uma foto da casa TALIESIN seria mais interessante pois é lá que se passa uma grande parte do livro e, essa sim, contruída por Frank para Mamah.

quinta-feira, dezembro 25, 2008

Quem canta...

... seu mal espanta! - Já dizia o provérbio!
Prenda de Natal, tarde a cantar.
Depois da 'vergonha' inicial é bom libertarmo-nos e soltarmos cá pra fora a bicha que há em nós...

terça-feira, dezembro 23, 2008

TOP 10 Livros 2008

Olhando para a minha estante, esta é a lista dos 10 melhores livros que li este ano:



1º QUERIDO FRANK, Nancy Horan
2º O JARDIM DAS SOMBRAS, Mark Mills
3º O JARDIM ENCANTADO, Sarah Addison Allen
4º TWO GARDENERS, Katharine S. White e Elizabeth Lawrence
5º O SANGUE DOS INOCENTES, Julia Navarro
6º WATERSHIP DOWN, Richard Adams
7º O VENTO NOS SALGUEIROS, Kenneth Grahame
8º A PINTORA DE PLANTAS, Martin Davies
9º DEAR FRIEND & GARDENER, Beth Chatto e Christopher Lloyd
10º A CHAVE GAUDI, Esteban Martin e Andreu Carranza

domingo, dezembro 21, 2008

The Women (Mulheres!)

Um filme divertido, com muitas mulheres divertidas e, supostamente, para mulheres.
É do tipo 'Sex in the City' mas sem tanto sexo. É mais sobre relações, amorosas e de amizade.
É um filme limpinho, bem feito, com imagens bonitas.
Não tem um único actor. Só actrizes. E um grupo que não desaponta ninguém.
Adorei, claro, uma das minhas actrizes favoritas, a Bette Midler, que faz uma pontinha muito divertida!
Se querem ver um filme divertido e despreocupado para vos afastar os pensamentos de todo o stress desta época natalícia, escolham este Mulheres.


quinta-feira, dezembro 18, 2008

ELE VEM AÍ... OUTRA VEZ!!!

Eu não acreditei. Não queria acreditar quando ouvi a notícia. Pensei que era uma piada dos 'meninos brincalhões' do programa da manhã da Comercial que ouço enquanto estou no duche.
Mas não. Confirma-se! As pessoas não têm memória? Não querem saber? Mas é preciso ser visionário para ver que é um escandalo?
Pois é, é mesmo verdade... o Santana Lopes vai de novo candidatar-se à presidência da Câmara Municipal de Lisboa!
E assim, a politica portuguesa vai dar mais material - de graça - aos humoristas portugueses! Gatos, Contemporâneos, Rueff e tantos outros... o CIRCO chegou à cidade!!!

terça-feira, dezembro 16, 2008

Oh Família!!!

Parece que, nesta altura em que o coração chama mais pela família, na minha parece que anda tudo louco e egoísta!
Estou a ficar, com a passagem dos anos, com menos paciência para estas m... que se repetem ano após ano.
Que raio de família!!!

segunda-feira, dezembro 15, 2008

O dia...



Fui ver o filme 'O dia em que a terra parou'.

Não conhecia a primeira versão, portanto fui desconhecendo totalmente a história.

Gostei bastante.

E até dá um bocadinho que pensar...


quinta-feira, dezembro 11, 2008

Ultimas leituras...

O SANGUE DOS INOCENTES
de Julia Navarro


Gostei bastante. É um livro sobre a sociedade e as lutas entre as diversas religiões. Muito bem escrito, a história muito interessante.
Aconselho a todos os que gostem do tema e mesmo aos que, como eu, não se interessam por temas religiosos. É um bom livro também de história da humanidade.
Para ler e reflectir.



TERRA DE DRAGÕES
de James A. Owen


Aventuras num mundo de fantasia. Não gostei. Há, da parte do autor, um baralhar de muitos mitos e lendas do nosso mundo.
A história é cansativa, sem muito interesse e o suposto 'final surpreendente' não é assim nada de especial.
Para ler se não tiverem mais nada para ler.

Madagascar 2

Que está bem feito, não há dúvidas. Agora quanto à história, não me entusiasmou assim tanto.
Tem um cheiro de REI LEÃO, é muito pateta e achei um bocado violento demais para o publico mais novo.
Atenção a quem compra os DVD's para as crianças. Este não é um DVD para crianças pequenas.

Aqui fica o trailer:

O tempo passa...

Pois é, como o tempo passa!
Já desde Setembro que não escrevia nada aqui.
Porquê? Bem, porque não me tem apetecido.
Digamos que, se esta for a minha casa, tenho andado mais pelo jardim...

Mas depois sinto saudades... e cá estou.
Prometo ser mais assíduo.

terça-feira, setembro 09, 2008

Claro que sim...

... é a resposta à pergunta que me fizeram no último post. (obrigado Kaplan)

E o que é que se tem passado na minha vida?

Afinal 1+1=0. A minha cadela tinha uma cria e esta morreu uma semana antes de nascer. Não sabemos porque. São coisas que acontecem. Ela foi operada. A cria morta foi retirada e ela está bem.

Cinema... Tenho visto muita coisa. Parece que voltámos ao (bom) hábito de irmos ver um filme por semana. Vi o VIAGEM AO CENTRO DA TERRA e gostei. Vi o PRINCIPE KASPIAN, das Crónicas de Narnia e também gostei bastante. Vi o HELLBOY II e adorei! E na passada Quinta-Feira vi o MAMMA MIA e adorei, adorei, adorei... será o filme do ano para mim. Saí do cinema e fui comprar a banda sonora e desde aí ando a trautear as canções dos ABBA.



Livros... Li dois livros de ficção muito bons, com histórias muito interessantes. O JARDIM ENCANTADO, de Sarah Addison Allen e o JARDIM DAS SOMBRAS, de Mark Mills. Eu sei que são dois livros sobre jardins mas foi coincidência (ou talvez não se não acretiarem em coincidências). Estes livros são boas sugestões de leitura. Muito bom também é o livro CARTAS PARA SAM, de Daniel Gottlieb. Um livro muito bonito e de leitura obrigatória.
Neste momento estou a meio de duas leituras. O VENTO NOS SALGUEIROS e TERRA DE DRAGÕES. Depois falarei deles.



Entretanto fiz anos... 39. Estou quase nos quarenta!! Fui passar o fim-de-semana do meu aniversário a casa dos meus pais. Foi bom...

E de resto pouco mais se tem passado. No próximo Domingo vou ver o espectáculo da Madonna. Depois também venho aqui contar como foi. Até lá!!!

quarta-feira, julho 30, 2008

1+1=?

Dentro de duas ou três semanas teremos cachorrinhos do Jonas e da Wendy...

A Chave Gaudi



Devo ser eu que estou um bocado cansado de todas as histórias tipo código Da Vinci.
A história está interessante mas algo aborrecida.
Desiludiu-me.

E depois é muito violento. Estou cada vez mais a evitar a violência e neste livro podemos encontra-la com muita facilidade. Não é gratuita, mas eu é que estou numa fase em que me faz bastante impressão a violência.

Para quem gosta de GAUDI, não sei se virá adiantar alguma coisa visto tudo ser ficção.

domingo, junho 15, 2008

The happening

Um bom filme para quem gosta do género.
Um eco-thriller.
Bem imaginado, bem contado e assustador.
É daqueles filmes que eu não veria se estivésse a ver em casa, em DVD.
Assim lá fechei os olhos algumas vezes.
Tento ver o mínimo destes filmes pois complica-me o sistema nervoso, mas quando são bem feitos - too realistic sometimes - faço um sacrifício.

A ver.

Também podem ler uma boa crítica no Há vida em Markl.

segunda-feira, maio 26, 2008

O futuro...

O futuro dos livros.
Perde-se a magia das bibliotecas!
Tenho pena pelas crianças que não vão conhecer isso. Felizmente eu ainda apanhei os livros em papel.

Ganha-se pela ecologia e pela rapidez de informação.

Festival da Imigração...

O Festival da Eurovisão é um bom estudo sobre a imigração europeia.
Vê-se por onde andam os portugueses. Infelizmente não começámos ainda a imigrar para os países de leste.
Assim não chegamos lá!...

A prestação da cantora portuguesa foi muito boa e a canção tinha potêncial para um festival a sério.

domingo, abril 27, 2008

Lost - Michael Bublé

BRISINGR

Ainda não foi editado mas já está quase.
O terceiro volume da história de Safira, a Dragão e Eragon, o rapaz.
Afinal era para ser uma trilogia mas já não é.
Vai ser uma série de quatro... até ver... (digo eu).
Espero que não esteja a ser esticada por causa do dinheiro.
O autor diz que não e justifica-se no site da amazon.co.uk


How boring can a book be?

Foi o que aconteceu com o livro SECOND NATURE de Michael Pollan. Que aborrecido!
Quantas páginas se consegue escrever sobre uma horta de alfaces? Ou sobre tomates, ou sobre compostagem... É mais entusiasmante observar a relva a crescer.
Muito descritivo, muito repetitivo... fastidioso.
Pois a 'obra' do sr. Pollan voltou para a prateleira e comecei a ler TWO GARDENERS, A FRIENDSHIP IN LETTERS.
Um livro que é uma recolha de cartas trocadas entre duas mulheres que dedicaram as suas vidas aos jardins. Uma escritora de livros de jardinagem, outra editora do The New Yorker.
Já li um terço do livro e está a ser delicioso.
De resto tenho passado as horas de menos calor no jardim. Sim, isto por aqui já está um Inferno de quente que está. Pelo menos para mim...
Este ano a Primavera já se foi.
Cada vez temos Verões maiores... Não há por aí mais uma chuvinha programada (peço) pergunto eu??


segunda-feira, abril 21, 2008

Coelhos e Jardinagem

A jardinagem tem-me ocupado os meus poucos tempos livres.
O tempo que passo no jardim é precioso e tão relaxante que me esqueço de tudo. Mas tenho tanto para fazer no jardim... É interessante o porquê da jardinagem. O porquê de termos os nossos jardins todos bem arranjados.
Parece que ensaiamos uma peça de teatro para depois ter um momento alto, cheio de aplausos, e depois voltamos a outra peça. E assim, vão mudando as estações.
O meu grupo das orquídeas anda cada vez mais activo e eu também. Juntamente com eles edito a revista bimestral da associação, faço o secretariado, modero o fórum... muita coisa para fazer.
Este ano, com a ida a Inglaterra e os restantes fins-de-semana ocupados quase não tinha tempo de fazer um passeio de observação de orquídeas. Há dias lá tive algum tempo e fui com amigos numa visita a uma serra do centro de Portugal onde fotografámos várias orquídeas e outras plantas. Encontrei algumas 'raridades'. Gostei bastante.

As minhas leituras também têm estado muito ligadas à jardinagem. Revistas (Gardener, Orchid News, Gardeners World), o livro DEAR FRIEND & GARDENER de cartas trocadas entre dois jardineiros ingleses, Beth Chatto e Christopher Lloyd e agora estou a ler o SECOND NATURE, de Michael Pollan. Entretanto terminei também a semana passada o ERA UMA VEZ EM WATERSHIP DOWN, de Richard Adams. Este último nada tem a ver com jardinagem. Não sei se já o leram mas, para que fiquem supreendidos como eu fiquei, posso dizer-vos que é um livro sobre coelhos. Sim... coelhos. É uma história de coelhos. Se vos parece uma loucura um adulto estar a ler histórias de um grupo de coelhos, peguem no livro e comecem a ler. É muito interessante. Gostei bastante e aconselho a todos. Aprende-se muito sobre os seres humanos. E este livro é um best-seller com 17 milhões de exemplares vendidos por todo o mundo. Portanto, mais gente leu e gostou. Eu comprei-o porque gostei da capa e do título. Muitas vezes sou atraído por um livro assim.

sábado, março 22, 2008

Londres e Duffy

Regressei há dois dias de Londres. Ainda há bocado fiquei parado pois o meu companheiro disse-me uma coisa que eu parecia já ter chegado à conclusão, mas que não queria admitir. De todas as - muitas - vezes que fui a Inglaterra, esta foi a que eu achei menos 'british'. Não sei se me entendem, é difícil de explicar. Pode ser de Londres, mas as pessoas estão descaracterizadas. Aquela maneira de ser tipicamente british que eu adoro não se sentiu tanto. Talvez por ter estado em sítios turisticos, não sei... Entristece-me um bocado.
E encontrei tantos portugueses!... Vai uma pessoa para o estrangeiro e só encontra portugueses. Muito aborrecido...
O que não estranhei foi o preço - alto - das coisas. Inglaterra é sempre assim e, como sempre, gastei demais em coisas que são dispensáveis para muita gente, mas que são, para mim, o sal que me condimenta a vida. Assim, vim carregado de CDs, DVDs, sementes, umas plantinhas - fui a uma exposição de orquídeas - estatuetas para a colecção, coisinhas com Westies, enfim... porcaria para muitos e tesouros para mim... A minha maior prenda desta vez foi uma Hedwig. Uma estatueta da coruja do Harry Potter dentro de uma gaiola com pé onde estão os símbolos das 'casas' de Hogwarts. Linda. Comprei na secção de coleccionadores da Hamleys. Tinham coisas de sonho.
Estava frio. Ideal para passear pelo Hyde Park com um copo de hot chocolat da Starbucks na mão. E os biscoitos!... que maravilha! Desta vez, por causa do frio, só vi um esquilo. Veio buscar um pedacito de biscoito de bom grado.
Já tinha visto um video da cantora Duffy e tinha ficado apaixonado pela voz e pela musica. Na H&M encontrei o CD a 8 libras... Fiquei admirado. Um CD novo. Cá os CDs estão caros demais. A cultura em Portugal é mais cara que em Inglaterra. Gostei de ver que os museus estão abertos gratuitamente. E cheios. Recordei o Museu de História Natural, magnifico, tanto no que tem exposto como o próprio edifício. Lindíssimo.




Duffy, Mercy

Como levámos a Beatriz pela primeira vez a Londres, fizémos algumas visitas turisticas. No entanto o que gostei mais foi da visita ao RHS London Orchid Show, a razão da viagem, e do dia que passámos nos Kew Gardens. Gostava que tivéssemos cá um sítio assim, onde pudessemos esquecer tudo e deixarmo-nos absorver pelo verde. É tão 'aconchegante' ver, numa Terça-feira, um jardim cheio de pessoas a visitar. Mesmo com o frio gelado.

E pessoas com livros na mão. Adoro as livrarias WATERSTONES. Adorava um dia ter uma livraria assim. A Fnac era um pouco assim no início, com um ambiente literário de biblioteca onde, sem sabermos porquê, damos por nós a sussurrar quando podiamos falar normalmente. Talvez a Fnac do Chiado ainda seja um bocadinho assim. Há muito tempo que não lá vou. Desta vez não comprei livros em Inglaterra. Com a Amazon estou 'perto' de tudo. A Internet é uma coisa fantástica para estas coisas. Os jovens de hojem nem imaginam como era antes de haver Internet. Hoje é tudo muito mais fácil. Tem-se acesso a tudo. Talvez por isso muitas vezes não se dê o valor a certas coisas.

Não fui ao cinema em Londres porque a miúda não ia perceber um filme em inglês sem legendas. O inglês que se dá na escola é tudo menos útil para uma conversação. Fomos ver o musical 'O fantasma da ópera' que eu já tinha visto na primeira vez que fui a Inglaterra, há quase 15 anos. Não vimos a actriz portuguesa, no dia em que fomos a Christine era interpretada por outra actriz. Tive pena.

De resto senti-me como sempre. Em casa.

segunda-feira, fevereiro 18, 2008

Tuguinhas

'Um homem com um balde cheio de caranguejos cruzou-se com um outro que lhe perguntou:
-O amigo, então leva o balde assim destapado. Olhe que os caranguejos saiem.
Responde o primeiro.
-Não há problema, são caranguejos portugueses, assim que um começa a trepar, os outros puxam-no logo para baixo.'

domingo, janeiro 06, 2008

Gostei de ver... As Doce

Aliás, foi mesmo a única coisa que gostei de ver no reveillon dos 'Gato Fedorento'.

I am the legend



Fomos ver este filme há alguns dias e devo dizer que não achei grande coisa.
A história está muito 'arrastada'. Os 'monstros' muito digitais e mal feitos e o final é um bocado 'poético' a mais.

Gostei da interpretação da cadela Pastor Alemão!

Guardem para ver em casa quando sair em DVD.