segunda-feira, abril 21, 2008

Coelhos e Jardinagem

A jardinagem tem-me ocupado os meus poucos tempos livres.
O tempo que passo no jardim é precioso e tão relaxante que me esqueço de tudo. Mas tenho tanto para fazer no jardim... É interessante o porquê da jardinagem. O porquê de termos os nossos jardins todos bem arranjados.
Parece que ensaiamos uma peça de teatro para depois ter um momento alto, cheio de aplausos, e depois voltamos a outra peça. E assim, vão mudando as estações.
O meu grupo das orquídeas anda cada vez mais activo e eu também. Juntamente com eles edito a revista bimestral da associação, faço o secretariado, modero o fórum... muita coisa para fazer.
Este ano, com a ida a Inglaterra e os restantes fins-de-semana ocupados quase não tinha tempo de fazer um passeio de observação de orquídeas. Há dias lá tive algum tempo e fui com amigos numa visita a uma serra do centro de Portugal onde fotografámos várias orquídeas e outras plantas. Encontrei algumas 'raridades'. Gostei bastante.

As minhas leituras também têm estado muito ligadas à jardinagem. Revistas (Gardener, Orchid News, Gardeners World), o livro DEAR FRIEND & GARDENER de cartas trocadas entre dois jardineiros ingleses, Beth Chatto e Christopher Lloyd e agora estou a ler o SECOND NATURE, de Michael Pollan. Entretanto terminei também a semana passada o ERA UMA VEZ EM WATERSHIP DOWN, de Richard Adams. Este último nada tem a ver com jardinagem. Não sei se já o leram mas, para que fiquem supreendidos como eu fiquei, posso dizer-vos que é um livro sobre coelhos. Sim... coelhos. É uma história de coelhos. Se vos parece uma loucura um adulto estar a ler histórias de um grupo de coelhos, peguem no livro e comecem a ler. É muito interessante. Gostei bastante e aconselho a todos. Aprende-se muito sobre os seres humanos. E este livro é um best-seller com 17 milhões de exemplares vendidos por todo o mundo. Portanto, mais gente leu e gostou. Eu comprei-o porque gostei da capa e do título. Muitas vezes sou atraído por um livro assim.

1 comentário:

Patrícia disse...

he's back!
gostava de ter essa aptidão para as plantas, mas infelizmente não tenho. Lá em casa actualmente sobrevivem três cactos, mas as flores raramente sobrevivem :(

beijinhos
Pat