sábado, dezembro 27, 2008

Querido Frank

Há pessoas assim. Há histórias assim. Há vidas assim - apaixonantes!
Este livro é sobre a relação entre Frank Lloyd Wright, o mundialmente famoso arquitecto, e Mamah Bortwick, uma cliente.
O que poderia ser uma simples história de amor clandestino torna-se uma história fantástica de sobrevivência aos preconceitos. Não esqueçamos que estavam em 1903.
Este livro é baseado em factos e pessoas verídicas. Está muito bem escrito. A personagem principal é Mamah, uma mulher forte e muito interessante, mas podemos também acompanhar um pouco da vida de Frank Lloyd Wright, as suas criações e os seus exageros.
Sem este livro Mamah Borthwick não seria mais do que um caso de Frank Lloyd Wright. Mas foi muito mais que isso.
Uma história apaixonante.



O único ponto negativo diz respeito à edição. A tradução do nome 'Loving Frank' para 'Querido Frank' é muito má e tira algum sentido ao título original.
Também a foto da capa é enganadora pois a CASA DA CASCATA que se vê na foto nem é mencionada no livro pois só é feita vários anos após a data em que termina o livro. Uma foto da casa TALIESIN seria mais interessante pois é lá que se passa uma grande parte do livro e, essa sim, contruída por Frank para Mamah.

2 comentários:

anaaaatchim! disse...

Bom... TENHO que ler este! Principalmente por ser admiradora da obra dele :) mas já agora, porque segundo as tuas palavras, ficarei a conhece-lo um pouco melhor :)

Tinkerbell disse...

comcei hoje a ler este livro :)

bjs**