quarta-feira, março 18, 2009

Matar por estupidez!


"A estupidez é a qualidade ou condição de ser estúpido, ou a falta de inteligência, ao contrário de ser meramente ignorante ou inculto. Esta qualidade pode ser atribuída às ações do indivíduo, palavras ou crenças. O termo assim também pode se referir ao uso inadequado do juízo, ou insensibilidade a nuances por uma pessoa que se julga inteligente."

Esta é a definição que se encontra na Wikipedia que define, sem tirar nem pôr, a atitude do Papa hoje, na sua visita a Àfrica, quando disse que os africanos se deviam afastar dos preservativos pois estes agravam a SIDA.

Para mim, devia ser preso por assassínio. Se os africanos são difíceis de convencer a praticar sexo seguro e evitar que se alastre mais a SIDA no continente africano, como será se o suposto supremo religioso tem atitutes e idéias destas? Não dá para perceber.

Acho que o mal do Papa é viver fechado no seu palácio rodeado de riqueza. Não sabe o que é o mundo real. Ponham-o a trabalhar num hospital em África para ver se ele não muda de idéias.

Acho isto mostruoso!!

3 comentários:

F3lixP disse...

Devia ser castigado por essas e outras citações!

lili_one disse...

Olha que bem que a wikipédia descreveu a afirmação do papa.

manuel afonso disse...

As igrejas continuam agarradas a dogmas do passado, e estes, só poderão mudar, se os homens que representam aquelas igrejas também mudarem. Vou-lhe deixar aqui um poema que Natália Correia escreveu para um deputado (por acaso, natural de Lamego, de onde escrevo), quando aquele defendia que o acto sexual é para ter filhos. "Já que o coito
- diz Morgado -
tem como fim cristalino,
preciso e imaculado
fazer menina ou menino;
e cada vez que o varão
sexual petisco manduca,
temos na procriação
prova de que houve truca-truca.
Sendo pai só de um rebento,
lógica é a conclusão
de que o viril instrumento
só usou - parca ração! -
uma vez. E se a função
faz o orgão - diz o ditado -
consumada essa excepção,
ficou capado o Morgado."