domingo, junho 14, 2009


Um policial dos antigos. Escrito por Rex Stout em 1934, é uma história que lembra os casos de Sherlock Holmes ou os policiais de Agatha Christie. É muito bom e o autor prende-nos logo a partir da primeira página.
Este é o primeiro de muitos casos resolvidos por Nero Wolfe, um personagem muito peculiar que tanto tem de tamanho e peso, como de inteligência e excentricidade. Nero Wolfe não sai de casa e não recebe ninguém entre as 9 e as 11 da manhã e entre as 16 e 18 horas, tempo em que está nas estufas a cuidar das suas preciosas orquídeas. Este primeiro caso é muito curioso e tudo começa com o desaparecimento de alguém e continua com um assassínio muito peculiar e engenhoso. As personagens são muito ricas e pitorescas, desde os suspeitos até as testemunhas e a 'concorrência' (a polícia de Nova Iorque).
Muito interessante e divertido. Vou, com certeza, ler mais casos deste detective fora do comum...

1 comentário:

pinguim disse...

Que saudades da "Colecção Vampiro"; ainda tenho vários por aí... e Rex Stout era um dos mais interessantes autores.
Abraço.