sábado, julho 18, 2009

Nuvens negras no horizonte...

Nunca fui daquelas pessoas que pensam que as coisas más 'só acontecem aos outros'!
Tenho a perfeita noção que num momento estamos bem e no momento seguinte algo pode acontecer. Há que aprender a viver com a vulnerabilidade do ser humano que é igual à dos outros seres também... enfim.
A minha mãe tem estado menos bem há praticamente um ano. Já tem mais de 60 anos e uma depressão tem-lhe levado anos de vida. É incompreensível pois não há razões palpáveis para isso e ela é uma mulher bastante teimosa, vai ao médico quando quer, toma medicamentos como quer, enfim. É difícil ela lidar com a doença e com o facto de estar velha. Temos deixado a coisa arrastar porque não a podemos obrigar a nada nem coloca-la de 'castigo' como se faz a uma criança.
O meu pai desespera por a ver assim mas pouco consegue também fazer.
Entretanto foi a um neurologista que a mandou fazer um TAC. Nesse TAC descobriram 'qualquer coisa' que era URGENTE ser vista pelo médico. Começou o desespero. O que será? Porque é que lhe perguntaram isto e aquilo. Vou morrer já?
Foram dois dias de agonia até o médico ler o relatório do TAC.
Entretando nesses dois dias, tendo uma nova preocupação, a minha mãe 'parece' curada da depressão e do mau estar que lhe vinha escurecendo os dias há mais de um ano. Falando com ela sobre o facto, respondeu-me que lhe parece que finalmente os medicamentos estão a fazer efeito. Só agora os tomou como lhe foi indicado pela médica com medo do TAC? É tudo psicológico? Não sei. É complicado.
Entretanto voltaram ao neurologista. Sim, é grave. Não disse o que era, falou numa possível operação. Eu acho que a incerteza ainda é pior, mas os médicos lá sabem. Vem agora fazer uma ressonância magnética a Lisboa com urgência. Tudo a ser pago do bolso deles porque o serviço nacional de saúde lida de maneira diferente com as urgências e eles preferem pagar a entrar em listas de espera.
Antes de ontem o meu irmão ligou-me à noite. Não se tinha sentido bem e foi para o hospital. Suspeitas de enfarte? Nervos. Ansiedade. Lá estive umas horas com ele. 'Não digas à mãe nem ao pai.' Também não tinha dito nada à mulher. Lá lhe liguei a avisar onde ele estava mas dizendo que não era nada de grave. Passadas umas horas voltou para casa. Excesso de trabalho, tabaco, má alimentação e outras asneiras juntaram-se ao facto de tomar consciência que ninguém é eterno e lá teve o seu momento de ansiedade.
Esta manhã liguei para casa. O meu pai chorava porque o médico tinha dito que era grave, que podia ser um angioma (?). E a mãe como está? Está bem. Pensa que é alguma coisa a ver com a sinusite e foi ao cabeleireiro. O meu pai, sozinho em casa, aproveitou para 'se deixar ir abaixo'. Esta calma da minha mãe deixa-me desconfiado. Conhecendo-a, suspeito que será 'teatro'.
Vamos ver o que a ressonância vai dizer.
E eu... eu estou mais ou menos como o resto da família.
Acho injusto se a minha mãe terminar assim.
É nestas situações que tenho pena de não ter nada em que acredite para me 'agarrar'.

3 comentários:

Homem do Leme disse...

Draco,

tens de ter força! Não podes ir abaixo. Não tenho dados concretos, mas talvez a depressão da tua mãe não tivesse nada a ver com questões psicológicas mas sim com questões neurológicas. Essa "coisa" que acusou na TAC pode ser causa de uma depressão, ou pelo menos, contributo. As depressões nem sempre têm causas psicológicas.

Força colega cibernáutico e dá um puxão de orelhas ao teu irmão: ele que se cuide.

Vais ver que tudo vai correr bem!

pinguim disse...

Como te compreendo; já passei por situações como as que relatas e algumas delas fulminantes; aliás este ano de 2009 tem sido terrível para mim...
Mas também já se me depararam situações que se resolveram.
E também te entendo a mágoa final; eu, felizmente, consigo manter um pouco de fé, que me transmite ainda alguma esperança...
As melhoras de todos e um abraço amigo.

Carlos disse...

Caro amigo
Não desanimes!!!A nossa vida tem destas coisas, sei bem o que sentes pois a minha mãe de há 14 anos para cá vive permanentemente doente. E claro só tem vindo a piorar. Peço por ti e por tua familia nas minhas orações. Se precisares de conversar, estamos aqui!!! Um abraço muito grande.

P.S. Tens alguma Coelogyne cristata? Estou no Carregal e posso lever-te uma muda como levei para mim...lol