quinta-feira, abril 15, 2010

A Sociedade Literária da Tarte de Casca de Batata


Um livro de Mary Ann Shaffer e Annie Barrows.

Há muito tempo que eu não lia um livro que me désse tanto prazer. É um livro sobre pessoas, as suas relações, os seus livros e a amizade. As personagens são muito curiosas, muito bem descritas e muito divertidas.
É um livro que emociona, que diverte e que nos leva também a pensar.
A história decorre no ano 1945, após o fim da segunda guerra mundial, numa Inglaterra que quer, a todo o custo, voltar à normalidade.
Uma escritora procura um tema para o seu próximo livro e recebe uma carta de um habitante de Guernsey que vai mudar toda a sua vida.
Guernsey é uma pequena ilha inglesa que fica entre a Inglaterra e a França e que foi o único território inglês ocupado pelos nazis na 2ª guerra mundial.
Este livro é constituído pelas cartas trocadas entre a escritora e alguns habitantes da ilha, o seu editor e a sua amiga, que vive na Escócia. Essas cartas revelam-nos um humor especial, a vivência do povo de Guernsey e as diversas relações entre pessoas e que são tanto características e antigas como o próprio ser humano.
E este livro dava um filme fantástico e convido a todos a pegarem nele e não se deixarem dissuadir pelo nome ridículo, mas com uma razão de ser e que é explicada no livro.

4 comentários:

Patrícia disse...

Olá olá
Ora aqui está uma sugestão que irei aproveitar. E eu dificilmente compraria um livro com este nome.
beijinhos
Pat

Draco disse...

Preconceitos, preconceitos!!!
Depois logo me dizes se não adoraste!!
:-)
Boas leituras!

PedroTavares disse...

http://www.eco-gama.blogspot.com

Este é o projecto que anda a decorrer na minha escola. Precisamos de seguidores, de dinamizá-lo ainda mais. Se puderes apenas segui-lo, agradecíamos imenso! =)

Paula disse...

Olá Draco,
É a segunda opinião que leio e que me deixa curiosa em relação ao livro...
Abraço