quinta-feira, abril 15, 2010

A Sociedade Literária da Tarte de Casca de Batata


Um livro de Mary Ann Shaffer e Annie Barrows.

Há muito tempo que eu não lia um livro que me désse tanto prazer. É um livro sobre pessoas, as suas relações, os seus livros e a amizade. As personagens são muito curiosas, muito bem descritas e muito divertidas.
É um livro que emociona, que diverte e que nos leva também a pensar.
A história decorre no ano 1945, após o fim da segunda guerra mundial, numa Inglaterra que quer, a todo o custo, voltar à normalidade.
Uma escritora procura um tema para o seu próximo livro e recebe uma carta de um habitante de Guernsey que vai mudar toda a sua vida.
Guernsey é uma pequena ilha inglesa que fica entre a Inglaterra e a França e que foi o único território inglês ocupado pelos nazis na 2ª guerra mundial.
Este livro é constituído pelas cartas trocadas entre a escritora e alguns habitantes da ilha, o seu editor e a sua amiga, que vive na Escócia. Essas cartas revelam-nos um humor especial, a vivência do povo de Guernsey e as diversas relações entre pessoas e que são tanto características e antigas como o próprio ser humano.
E este livro dava um filme fantástico e convido a todos a pegarem nele e não se deixarem dissuadir pelo nome ridículo, mas com uma razão de ser e que é explicada no livro.

terça-feira, abril 13, 2010

How to train your Dragon


Muito divertido! Desenhos muito bem feitos. Uma história bem contada e com uma moral que considero importante.
Para além da história, das personagens bem construídas e divertidas, temos a importãncia de ser diferente, de permanecer fiel às convicções de cada um. As relações entre pais e filhos. E sobretudo o respeito pela natureza e pelos animais.
Gostei bastante.
Vi em 3D e é um filme que se presta para uma visão 3D, especialmente quando estão a voar nos Dragões. Um bom filme para todas as idades.

quinta-feira, abril 08, 2010

The Blind Side


É um filme com uma boa história como tantas histórias pessoais que os filmes americanos nos têm mostrado. Esta prima pelo facto de ter sido uma história real. É confortante saber que existe gente boa assim. Sem preconceitos e disposta a ajudar.
A interpretação da Sandra Bullock, premiada com um Oscar para a melhor actriz, está muito boa, mas a verdadeira ganhadora é a personagem por ela interpretada.
É um bom filme para deixar para ver em DVD ou quando passar na televisão, quando não houver mais nada que fazer...

quarta-feira, abril 07, 2010

A Biblioteca da Piscina de Alan Hollinghurst


Terminei finalmente este livro. Uma história de temática Gay. Forte. Adulto. Chocante.
Foi difícil de ler porque não era o livro que me estava a apetecer ler neste momento. Entretanto li outro pelo meio e arranjei coragem para terminar este.
A escrita não é das mais fáceis. Muito descritiva.
No entanto terminei com uma boa impressão, tanto pela escrita como pela história. Não é uma história positiva, é desencantada.
Desencantada com a vida e com as relações. O ambiente aristocrático e de alta sociedade é semelhante ao do outro romance do premiado autor, A LINHA DA BELEZA.

quinta-feira, abril 01, 2010

É complicado...


É um filme engraçado. Não pretende nada mais do que divertir e talvez reflectir um pouco. Cenários perfeitos para vidas que podiam ser perfeitas se não fossem os clichés da as relações amorosas. Casamentos, traições, divórcios, etc.

Três bons actores fazem o filme. A Meryl Streep sempre fantástica, o Alec Baldwin divertido e o Steve Martin com um personagem triste e desiludido com a vida, muito adulto e que contrasta com o casal Meryl Streep / Alec Baldwin. Nos secundários gostei de ver também o John Krasinki, que não conhecia. Um actor com algo mais do que o normal.

Será um bom filme para rever no Natal.