sexta-feira, agosto 19, 2011

45 Days Book Challenge X - XX

XX - Melhor Citação
"If you want to know what a man's like, take a good look at how he treats his inferiors, not his equals."
— J.K. Rowling (Harry Potter and the Goblet of Fire)


XIX - Livro em cujo universo habitaria
Nenhum universo é perfeito, todos têm as suas coisas boas e as coisas más. Acho que fico bem por aqui, neste meu mundo e nesta minha era onde acontecem tantas coisas entusiasmantes e diferentes como em qualquer outra.


XVIII - Livro para o qual eu escreveria uma sequela
Vou falar em dois que li, gostei, mas cujo final não me deixou completamente satisfeito. Acho que escreveria uma sequela a cada um para resolver melhor as coisas...
'SEMPRE VIVEMOS NO CASTELO', de Shirley Jackson
e
'A DANÇA DAS BORBOLETAS', de Poppy Adams


XVII - Livros que me Inspiram
Geralmente livros de cartas ou Biografias.
Deixo dois exemplos:
'Christopher Lloyd: Is life at Great Dixter'
'Gerald Durrel: The authorised biography'


XVI - Um Livro Perturbante
'O Sangue dos Inocentes', de Julia Navarro
Comecei a ler este livro porque tratava um pouco da história dos Cátaros e quando dou por mim estava embrenhado na Alemanha Nazi e nos Muçulmanos Radicais. A história é muito boa e li tudo até ao fim mas foi perturbador ler sobre as atrocidades que os seres humanos fazem uns aos outros por causa de ideais, religiões, interesses e fanatismo. É o nosso mundo.


XV - Livro Hilariante
Não leio muitos livros humoristicos e muitas vezes encontro humor nos livros mais estranhos. Talvez o meu sentido de humor seja estranho. Lembro-me por exemplo de rir muito com o 'CEM DIAS DE SOLIDÃO' e o livro que estou a ler de momento, 'AS SERVIÇAIS' também tem alguns rasgos de humor fantásticos.
No entanto lembro de dois livros que me fizeram rir muito em alturas diferentes da minha vida. Quando era novinho lembro-me de chorar a rir com 'AS LIÇÕES DE TONECAS', de José de Oliveira Cosme e há alguns anos achei muito divertido e muito bem escrito o livro da Ana Bola, 'ABSOLUTAMENTE TIAS'.


XIV - Um Livro que me Comoveu.
'Cartas para Sam', de Daniel Gottlieb
Estava a escrever este post onde ia dizer que toda a gente deveria ter tempo de se despedir e de deixar ensinamentos para os que ficam neste mundo, como acontece neste livro de cartas de um avô para o seu neto quando tocou o telefone a dizer que um amigo meu tinha falecido (cancro). Não fui a tempo de me despedir dele. Ia vê-lo com essa intenção amanhã. No entanto estou tranquilo pois sabíamos a amizade que tinhamos há quase 20 anos. Que fique em Paz.
Se puderem leiam este livro.


XIII - Sequela que nunca devia ter sido impressa.

Numa altura em que as trilogias estão a tornar-se uma moda irritante, haveria muitas que podia mencionar.
Mas vou voltar a escrever sobre uma sequela que foi escrita anos depois e que não deveria ter sido publicada porque se estraga a aura que se cria em volta das personagens.

Falo de 'As Viúvas de Eastwick' sequela de 'As Bruxas de Eastwick' de John Updyke.


XII - Colecção ou Saga Favorita

Os livros do Inspector Monk, de Anne Perry
Gosto das histórias, da maneira como estão escritas e da época (Victoriana) em que se passam.

A Saga das Bruxas Mayfair, de Anne Rice
Li há muitos anos mas achei formidável. Pena que a história tenha ficado meio por desvendar. Eu acho que a escritora ainda vai voltar a esta saga. I hope so.

Os Livros de Ripley, de Patricia Highsmith
Muito bem escritos, muito imaginativos sendo Ripley uma personagem muito interessante.

XI - Livro que não terminei.
Tenho uma regra sobre a leitura de livros. Se um escritor não me conseguir entusiasmar até à página 50, perde-me como leitor. Por vezes os livros ficam em 'stand by' e volto a pegar neles passados anos. Outros nunca mais olho para eles.
Este ano, não terminei o 'Rumo ao Farol' de Virginia Wolf (muito aborrecido), o 'Comer, Rezar, Amar' de Elizabeth Gilbert (muito feminino) e o 'Corre, Coelho, corre' de John Updike (já mencionado anteriormente, muito deprimente e aborrecido).
Existem tantos livros e o nosso tempo é tão pouco que acho que não devemos ocupar o nosso precioso tempo a ler livros que sabemos que não vão ser grande coisa...



X - O Livro mais curto que li
'Uma mão cheia de Amoras', de Sara Simoes
Um livro pequenino mas muito bonito. Com pouco para ler mas com muito para ver, admirar e imaginar.
Podem ver mais e comprar o livro aqui:
http://massa-folhada.blogspot.com/2009/11/recheio-n3-uma-mao-cheia-de-amoras.html

Sem comentários: