domingo, outubro 30, 2011

As Aventuras de Tintin, o Filme




Visualmente está fabuloso. Assisti a este filme em estado de admiração pela perfeição das imagens que me foram apresentadas. É uma fabulosa passagem do 'velho' Tintin da banda desenhada de Hergé para a modernidade. Não me chocou nada. Adorei e espero que outras aventuras deste herói sejam passadas assim ao grande écran.


Como não sou fã do 3D, assisti à versão digital e infelizmente á versão americana. Não gostei da americanização. Para mim, o Tintin é em francês. Li a BD em francês e custou-me ver o universo adulterado em pequenos detalhes, como por exemplo o nome do Terrier para a 'Snowy' (porque não Milou??) ou chamar Thomson aos Dupond e Dupont.


Quanto à história, o essêncial está lá mas este filme é 70% Spielberg e 30% Hergé. Na minha opinião são demasiadas perseguições vertiginosas. Muitas vezes era como assistir a um Indiana Jones. Já todos percebemos que o Spielberg gosta destas perseguições mas uma coisa é inventar uma história, outra é pegar num universo criado por outrém e adapta-lo. Achei demasiado Spielberiano, um estilo que nunca gostei.


Para além destas esquesitices minhas este é um filme para ser visto num grande écran. Peguem nas vossas crianças e nas vossas famílias e vão ao cinema. Este é um filme para ser visto em família, com amigos. E para os que não conhecem, aqui está uma boa oportunidade para os mais velhos darem a conhecer as aventuras do Tintin e estimular a leitura destas aventuras em BD.


São duas horas de puro divertimento!


Sem comentários: