terça-feira, janeiro 17, 2012

Dente de Leão

"E ali estava Ela. Uma mulher jovem (certamente não era uma rapariguinha) com uns grandes olhos salientes; uma boca elegantemente pequena e curvada; um pescoço esguio e comprido; e uma tamanha profusão de cabelo em cima, que mais parecia um dente-de-leão antes de perder as suas sementes decapitadas pelo vento."
(pág. 60)

Estou a ler 'A Evolução de Calpurnia Tate', de Jacqueline Kelly.

Sem comentários: