terça-feira, maio 01, 2012

Goodbye


A morte termina tudo. Termina tudo para quem morre mas para quem fica, os familiares e os amigos, tudo muda também. Não vale a pena dizer que não gosto de velórios nem de funerais porque não imagino ninguém que goste. As mortes modificam as pessoas e muitas transfiguram-se. Mostram facetas que normalmente estão fechadas em locais que não interessa. Não gosto.

Tudo isto para dizer que a minha tia morreu no dia 26 de Abril e tenho andado envolvido com a minha família e todos os seus rituais. 

Esta minha tia era uma tia especial. A minha segunda mãe, talvez. Alguém muito complicado que tanto me levava ao desespero e à impaciência como demonstrava um carinho imenso. Gostava muito dela mas ela era uma pessoa muito complicada. Sabendo as razões dela, perdoei-lhe tudo. Era uma pessoa triste e só. Não teve uma vida muito feliz e criou uma couraça onde se refugiava muito e de onde muitas vezes era difícil 'arranca-la'. 

Partilhamos o amor por Inglaterra, pelas plantas e tanta coisa mais. Ficará, para sempre, comigo e acompanhar-me-á sempre. Como explicámos ao meu sobrinho, foi para o céu... é uma estrelinha agora.