segunda-feira, fevereiro 02, 2015

Bellman & Black (recuso-me a usar o título em português)


Não há qualquer dúvida que a autora escreve muito bem. O que acontece neste livro é que a história não é suficientemente interessante para que nos deixe agarrados ao livro. Vai-se lendo, até com algum interesse e depois, a minha esperança era um final bem resolvido, mas isso não acontece.
Gostaria de saber muito mais sobre William Bellman e claro, sobre o senhor Black e sobre as outras personagens que escapam vivas!

Uma nota sobre a tradução: O título "Bellman & Black", o nome da empresa com dois nomes que só tinha um rosto foi estupidamente traduzida para "O homem que perseguia o tempo" sem nenhuma grande referência sobre a perseguição do tempo. Enfim...

A ave enigmática é uma gralha-calva (Corvus frugilegus) da família Corvidae e também existe em Portugal. Não percebo porque é que umas vezes traduzem bem como Gralha-calva e outras erradamente como Garça-calva??
Não existe revisão na editora?? 
É caso para se dizer que foi uma grande Gralha.

De qualquer maneira não deixem de ler. Não é um romance, não é uma história de fantasmas, é uma história sobre um estranho pacto, ou não, depende do ponto de vista da personagem...

1 comentário:

redonda disse...

Estava a pensar não ler até chegar ao último parágrafo...talvez lhe dê uma oportunidade se o apanhar :)