terça-feira, maio 12, 2015

Nos Jardins do Rei


Como não podia deixar de ser, fui ver o filme "Nos Jardins do Rei" (A Little Chaos).
Realesa, A loucura da corte francesa. Os jardins de Versailles. Tudo isto misturado numa história interessante sobre a construção de um dos atrativos dos Jardins do palácio de Versailles misturado com um pouco de drama, uma pitada de romance e alguns bons momentos.
Apesar de um bom leque de actores e um filme 'limpinho', saí com a sensação de que faltou alguma coisa, ou na representação, ou na história, para que o filme fosse um êxito. Mas definitivamente um filme a ver.

segunda-feira, maio 11, 2015

Stoner



Nos primeiros parágrafos o autor diz-nos que William Stoner não foi ninguém importante e que a sua vida não marcou ninguém. Depois conta-nos quem foi realmente W. Stoner e a sua vida passada como professor universitário. As suas origens, a sua história, os seus amigos, as suas paixões e a sua morte. Muito, para quem supostamente teria sido "ninguém"... Uma história interessante e bem escrita. Que se lê compulsivamente. É algo triste e cheia de silêncios, de coisas por dizer. Incomodou-me a passividade e a aceitação sem luta do personagem, as conversas onde não disse nada, as discussões que não teve e as atitudes que não tomou. Muitas vezes William Stoner parecia um mero espectador do que lhe ia acontecendo na vida, aceitando tudo o que a vida e as outras pessoas lhe reservavam. Merecia melhor, mas também pouco ou nada fez para alterar o seu destino. Fraco?... talvez. De qualquer maneira uma boa história.

segunda-feira, maio 04, 2015

Os Vingadores: A Era de Ultron


Um filme de acção baseada nos super-heróis da banda desenhada. Com efeitos especiais fantásticos mas também com super-heróis com sentimentos e que, nesta guerra contra Ultron, se encontram mais humanos. Uma história interessante, com um fundo ecológico.
Gostei de ver e o grupo de actores é fantástico!! Venha outro! Pura adrenalina e divertimento!

sábado, maio 02, 2015

O Inverno do Mundo



Mas que grande aula de história!! Não é novidade que Ken Follett escreve muito bem. É uma escrita que se lê fluentemente e as suas histórias estão cheias de personagens muito boas e que nos despertam a curiosidade sobre o que acontece ao seu redor. Apesar das mais de 800 páginas, quando começamos a ler, não conseguimos parar e quando terminamos, queremos mais. E neste caso haverá mais. Tenho ainda o terceiro volume à minha frente. Neste segundo livro da trilogia "O Século", continuamos a acompanhar as várias personagens que conhecemos no primeiro volume e descobrimos os seus descendentes e todo um mundo em guerra e desgastado de valores. Estamos na segunda guerra mundial. Felizmente que o autor não nos leva para os temas já tão conhecidos do holocausto e campos de concentração, mas coloca as suas personagens num outro lado da história, com acontecimentos importantes mas talvez menos publicitados. Gostei muito que fosse assim. Gostei bastante! Ao acompanharmos as personagens aprendemos mais sobre a nossa história e sobre a vida.