quarta-feira, junho 17, 2015

Blue Orchid Big Tree



Estamos em Inglaterra no século XIX. O mundo da botânica fervilha com todas as novidades que chegam dos quatro cantos do mundo. O exótico é moda na aristocracia. É o século das grandes descobertas. No sul da Inglaterra, na Cornualha, dois irmãos, William e Thomas Lobb, nascidos numa família simples e com poucos recursos vão tornar-se dois dos mais importantes caçadores de plantas de toda a história. Este é o livro que conta as suas fantásticas e quase esquecidas aventuras. Este é um livro para quem gosta de história e de botânica. Não conta somente as viagens dos dois irmãos na sua procura por plantas em terras longínquas. William explorou muitos países do continente americano, tanto América do Sul como o oeste da California e Thomas várias ilhas do sudeste asiático e India. Este livro mostra-nos uma sociedade ligada à botânica pelos mais diversos interesses: dinheiro, status, ciência ou paixão. É um livro maravilhoso, muito bem escrito e documentado, com fotos e ilustrações que ajudam a seguir a história destes dois irmãos que, para além de muitas outras espécies que revelaram ao mundo, descobriram a Orquídea Azul (Vanda coerulea) e a Árvore Gigante (Sequoiadendron giganteum), espécies ainda hoje enigmáticas e de interesse mundial. Aventure-se nas perigosas e desconhecidas selvas com os irmãos Lobb e descubra magníficos tesouros botânicos ao ler esta interessante recuperação histórica de toda uma época de grande importância para todo o mundo.

terça-feira, junho 16, 2015

Tomorrowland



É um filme engraçado mas falta-lhe qualquer coisa para ser um filme espectacular! Os efeitos especiais são a primeira coisa que nos surpreende, mas um filme não são só efeitos especiais. Há que haver uma história sólida que os suporte. E a história não é a mais interessante ou perde-se pelo meio. Quanto aos actores, gostei do George Clooney e da pequena Raffey Cassidy. A Britt Robertson tem muitas expressões que parecem caricaturas e o Hugh Laurie também não esteve tão bem quanto o esperado ou o personagem não o deixou mostrar mais... Em resumo: É divertido mas não vai fazer grande história.

segunda-feira, junho 15, 2015

Woman in Gold



Muito bom! Gostei muito da história, está muito bem contada. Gostei da recriação do passado e presente. Tem muitos bons momentos dramáticos, umas pontinhas hilariantes de comédia subtil e muito boas representações. A Helen Mirren está fabulosa e o Ryan Reynolds foi uma agradável surpresa. O restante elenco está muito bom. Um filme para ver, pensar e reflectir.

domingo, junho 14, 2015

Jurassic World



Eu já pensava que a formula estava esgotada e que era só mais um filme onde ia ver uns lagartos a comer humanos mas não. É muito mais do que isso. Está muito bem feito. Uma história interessante. Personagens pelas quais torcemos e outras que desejamos que terminem entre as mandíbulas de um dinossauro. Gostei bastante do Chris Pratt e da Bryce Dallas Howard, têm uma boa química no écran e gostei das pequenas nuances que a história dá sobre os perigos da ciência ir além do que deveria ir. E os efeitos especiais estão fabulosos, e os dinossauros estão fantásticos e em algumas cenas fiquei de boca aberta como fiquei quando assisti ao primeiro Jurassic Park há já uns aninhos! Se gostam do género, têm que ir ver!! Mas agora acho que já se deveria chegar à conclusão que os parques temáticos com Dinossauros verdadeiros não resultam, não é??? Ou será que não aprendem e vão voltar ainda à ilha?