segunda-feira, outubro 10, 2016

A Invenção da Natureza



Numa altura em que a biologia se misturava com a religião e que as explicações de muitos mistérios naturais eram justificadas pela “vontade e criação de deus”, nasceu o alemão Alexander von Humboldt, um explorador nato com uma curiosidade imensa por tudo o que a natureza lhe mostrava mas não explicava. Nesta fantástica biografia escrita por Andrea Wulf, ficamos a conhecer o personagem Humboldt assim como muitos outros cientistas e pensadores da época que viveram e foram influenciados pelas suas pesquisas nas mais variadas áreas. Humbodt foi o primeiro a ver o planeta Terra como um todo e a interligar muitos fenómenos naturais variados. Numa época em que os cientistas estudavam em livros e laboratórios, Humboldt ia para o campo, viajava e concluía que as plantas, os animais, os fenómenos climáticos, a geologia, os vulcões e mesmo os povos reagiam e eram influenciados uns pelos outros. Nada era estático. Tudo fazia parte da Natureza! Este livro dá-nos também um interessante retrato da sociedade do séc. XIX e uma boa descrição de todos os países, culturas e personagens com as quais Humboldt se cruzou e estudou. Muitas das ideias de Humboldt eram vanguardistas e nem sempre foram bem aceites mas o seu gosto por ensinar e partilhar os resultados dos seus estudos fez dele um dos maiores e mais conhecidos investigadores da sua época. Este livro vem preencher a lacuna que ficou na história e que o tempo fez esquecer. A autora adianta algumas razões políticas para justificar o esquecimento do mundo de Humboldt, da sua vida e das suas obras de importância vital para o desenvolvimento da ciência e da sociedade em geral. Com a leitura deste livro podemos regressar a esse tempo e repensar em tantas questões que hoje, cada vez mais, são de extrema importância. Esquecer Humboldt não é uma opção e a leitura deste livro é um prazer e um enorme crescimento individual. Eu li a versão original, em inglês, mas existe uma tradução e edição portuguesa.

Sem comentários: